segunda-feira, 21 de Abril de 2008

Causas da Sinistralidade Rodoviária

A velocidade excessiva e inadequada é a causa de cerca de um terço dos acidentes mortais e graves.Os condutores com uma taxa excessiva de alcoolemia são responsáveis por cerca de dez mil mortes todos os anos.Tem-se verificado que nos últimos anos se tem agravado a condução sob influência de drogas e fadiga.Outros dois factores agravantes resultam da não utilização dos cintos de segurança e dos capacetes de protecção. Aliás, se a taxa de uso de sistemas de retenção – cinto de segurança e cadeirinhas – atingisse a taxa verificada à escala internacional, seriam salvas sete mil vidas por ano.Embora esteja estabelecido que a maioria dos acidentes se dão por erro humano, a UE garante que a insuficiência da protecção oferecida pelos veículos em caso de choque é outro dos factores causador de mortes. A perícia dos acidentes revela que, se todas as viaturas fossem concebidas para oferecer, em caso de acidente, uma protecção equivalente à que é oferecida pelas melhores da sua categoria, metade das lesões mortais e incapacitantes poderiam ser evitadas.Outro dos pontos analisados pela CE refere que a concepção das estradas e do equipamento rodoviário tem, igualmente, um papel essencial na redução das lesões em caso de colisão e pode influenciar positivamente os comportamentos.A falta de visibilidade do ângulo morto para trás é, por si só, responsável por 500 mortes por ano. Em Portugal, só os atropelamentos são responsáveis por 17% das mortes nas estradas.

Sem comentários: